escola-site

Educação não é só com toco de giz, precisamos de soluções simples

Sai eleição, vem eleição e sempre se fala em educação. Isso acontece porque não existem soluções práticas para lidar com o problema. Acabem sempre empurrando com a barriga o problema e deixando milhares de crianças fora da escola.

Por isso listei aqui 6 soluções práticas para solucionar de vez o problema da educação. São ideias simples, algumas já implementadas, outras não, mas todas com o intuito de acabar com a falta de vagas, professores com baixos salários e falta de vontade de governantes.

1) Salário dos Professores

Todo mundo sabe que professor ganha pouco. Isso afasta bons professores da sala de aula ou leva eles buscarem outro emprego. Por isso ninguém quer mais ser professor, desanima quem já está trabalhando e os alunos ficam sem aprender.

Para resolver essa situação foi tentado criar um piso salarial para os professores da educação básica (Ensino Fundamental e Médio), mas nenhuma prefeitura consegue manter pois não dispõem de verba suficiente. Assim fica praticamente impossível um professor ter vontade de lecionar.

Como solução poderiam haver parcerias com entidades voltadas a educação, onde professores seriam vinculados a essas aliviando os cofres públicos e recebendo salários dignos. Para os professores que já tem vinculo com o poder público poderia haver uma contrapartida vinda dessas entidades, assim todos iriam ganhar bons salários.

2) Bolsas de Estudo

Construir novas escolas demanda tempo, dinheiro e processos que são lentos. Nem sempre os governantes conseguem cumprir com as promessas de novas vagas na educação simplesmente por que não tem recursos, ou não tem profissionais.

Porém o poder público pode criar bolsas de estudo em escolas particulares. Subsidia uma parte do custo e a outra parte fica com a família.

Caso essa família esteja em vulnerabilidade social parcerias com empresas podem completar o restante do custo. Se torna mais barato e possibilita para todos educação de qualidade.

3) Tempo Integral

Escolas de tempo integral são sonho desde muito tempo. Porém com o passar dos anos a ideia de educação integral acabou se perdendo, se tornando mais um “depósito” de crianças.

Modelo proposto de educação integral para o Ensino Médio é em um turno preparação para a vida com conteúdos já conhecidos dos estudantes. No outro turno preparação para o trabalho com conteúdos voltados a profissionalização.

4) Escolas do Futuro

Nossas escolas estão longe de abrigar a melhor tecnologia. Assim fica distante da realidade dos alunos e desincentivam estes a continuar estudando. Por isso a aquisição de computadores, tablets e outros aparatos tecnológicos se torna fundamental para as escolas.

Mas de onde tirar dinheiro para isso? Simples. Diversas empresas de tecnologia tem interesse em ensinar crianças e jovens programação, criar novos negócios, desenvolver soluções e aplicativos para as pessoas.

Atrair essas empresas pode levar para dentro das escolas públicas o aparato que é necessário para criar aulas mais dinâmicas e conectadas com o tempo que vivemos.

5) Infraestrutura

Hoje cada cidade tem seu modelo de escola, isso encarece a infraestrutura (construção) das mesmas. Um único modelo facilitaria a construção, pois a empresa contratada já saberia como realizar a parte básica de construção.

Isso é fundamental para evitarmos desperdício de dinheiro público, obras superfaturadas e dificuldades com acessibilidade.

Facilitaria também para prefeitos de diversas cidades, pois saberiam escolher o modelo que fosse mais adequado a sua realidade.

6) Parcerias

Para as escolas existentes poderia haver a parceria com empresas voltadas para a educação, levando não somente a manutenção do prédio, mas formas de gestão e pedagógicas.

Com novos formatos de gestão escolas essas empresas ficariam encarregadas até mesmo de oferecer desde a merenda até modernizações nas escolas já existentes, cabendo ao poder público a fiscalização rigorosa.


Quer saber mais sobre novas soluções para problemas antigos, acesse minha página no Facebook.

 

 

Leave a Comment