Marketing na mente dos alunos

porJeronimo Molina

Marketing na mente dos alunos

Um simples post embasado em disrupção

Alunos da escola QI em momento de prova

“Pense fora da caixa”, diz o palestrante, o chefe, até o nobre professor de curso universitário. Mas quando realmente pensamos fora da caixa?

Na tentativa de tornar isso algo verdadeiro, propus aos meus alunos do curso de Marketing, na disciplina de Composto de Comunicação, a criação de um post na rede social Facebook.

Imagine o caos que gerou, não pelo fato de propor algo simples (quem não posta algo no Facebook?), mas pela forma de não estarem acostumados com esse tipo de abordagem das redes sociais. Nem todos meus alunos são heavy users de Facebook ou Twitter, mas adoram um bom desafio.

Depois de algumas explicações básicas de como criar o design do post com o aplicativo online Canva, deixei eles com a missão de engajar pessoas e criar um ambiente de comunicação com a rede de amigos que já possuíam.

Para rastrear o conteúdo criei a hashtag “QImarketing”, também com o intuito de já demonstrar aos alunos como podemos utilizar ferramentas de monitoramento de redes sociais.

Por meus alunos não serem do ramo do marketing, muito menos designers, não pude exagerar na cobrança quanto ao conceito, porém estimulei o uso do critério de originalidade.

Trabalho de Marlova Scapinelli Alves

Os trabalhos atenderam a ideia inicial, criar um ambiente disruptivo, ou seja, utilizando o pensamento fora do contexto em que os alunos estavam habituados (aula expositiva) e estimulando a criação de design.

Trabalho de Luana Fernanda Ribeiro Butcke

O uso das redes sociais também gerou comentários entre os próprios alunos que estimularam seu network para alavancar os posts, com isso potencializando o marketing da própria escola.

Disrupção, uma palavra complicada, mas que pode ser usada de forma simples.

Sobre o Autor

Jeronimo Molina administrator

Deixe uma resposta