Predefinições

porJeronimo Molina

Predefinições

Lidamos diariamente com situações rotineiras: o mesmo caminho para o trabalho, o mesmo horário, o mesmo colega. A rotina faz parte de nossas vidas.

A rotina em si não é ruim, ela pode tornar a vida mais prática, utilizando “pilotos automáticos” para diversas situações cotidianas. Com isso deixamos de pensar no supérfluo e pensamos no essencial.

Contudo a rotina pode – se em excesso usada – tornar o caminhar da vida um fardo. Sem novidades, sem sonhos ou anseios o ser humano morre.

Vivemos hoje a era das predefinições, a grande maioria das coisas são rotinizadas com o intuito de criamos mais tempo para nós, para quem amamos. De todo, o objetivo de rotinizar torna o ser humano mais compromissado e com menos tempo.

A transposição de desafios foge da rotina diária, nos retira de nossa zona de conforto, nos colocando frente a frente com uma realidade nova todos os dias.

Não digo que a substituição da rotina cotidiana necessite ser abrupta, mas leves trocas podem tornar o dia mais leve; como por exemplo dar bom dia para o cônjuge de outra forma, ou quem sabe procurar um caminho novo para o trabalho.

Sair do piloto automático nos faz observar mais a vida, refletir sobre o que queremos, nos dar tempo.

Pois somente nos momentos fortuitos da vida aprendemos e crescemos, sem ter sido estes predefinidos anteriormente.

Sobre o Autor

Jeronimo Molina administrator

Deixe uma resposta