Sem partido enquanto dure

porJeronimo Molina

Sem partido enquanto dure

Sem partidos políticos era a máxima no início das manifestações contra o governo de Dilma Rousseff. Pelo visto agora o tom mudou drasticamente.

Tentando nadar na onda liberal que começou a surgir no Brasil, diversos líderes de movimentos de rua, principalmente do MBL, lançaram candidatos a vereador pelo Brasil todo. Participam dessas eleições como novidades, porém se usam da mesma máquina política para querer mudar as coisas.

Estes candidatos a vereador vinculados ao MBL apoiam candidatos a prefeito de partidos da antiga base aliada de Dilma, algo que não é mostrado.

Para piorar, a grande maioria dos candidatos a vereador que usam a marca do MBL apoiam a situação em suas cidades. Outra prova que querem utilizar o poder para lançar mão de suas plataformas.

Em outras palavras, não tem ideologia em jogo, somente interesses políticos.

Sobre o Autor

Jeronimo Molina administrator

Deixe uma resposta